Você já ouviu falar em dermatite da fralda?

Você já ouviu falar em dermatite da fralda?

 Por Ana Camila Backes

Pediatra e membro do corpo clínico do Hospital Notre Dame São Sebastião

Também conhecida como eritema da fralda, tal dermatite é um termo que abrange as reações inflamatórias da pele que, causadas por substâncias irritativas como as fezes e a urina, acometem a área do corpo coberta pela fralda.

Apesar de dar nome às dermatoses, a fralda, por si só, raramente está implicada no desenvolvimento de dermatites de contato irritativas ou alérgicas.

A mais prevalente delas é a primária – também conhecida como assadura ou dermatite em W, em função do seu formato. Ela é caracterizada por vermelhidão brilhante que evolui para pele enrugada. Por vezes, são verificadas saliências associadas a inchaço e ligeira descamação.

A fim de evitá-las, atente para o seguinte:

– troque frequentemente as fraldas, evitando o contato prolongado da pele com as fezes e a urina;
– evite utilizar lenços umedecidos, preferindo algodão molhado para realizar a higienização da área;
– utilize pomadas com óxido de zinco como cremes de barreira, evitando pomadas combinadas com antibiótico, antifúngico ou corticoide;
– mantenha a pele o mais seca possível, aguardando alguns minutos para colocar uma nova fralda;
– opte por sabonetes com PH neutro ou ácido.

O tratamento geralmente é feito em casa, sob orientação do pediatra.