Hospitalizados em função da Covid-19, pacientes mantêm contato com os familiares por meio de ferramentas tecnológicas

Hospitalizados em função da Covid-19, pacientes mantêm contato com os familiares por meio de ferramentas tecnológicas

Tão logo os olhos repousam sobre a tela de um smartphone, os lábios colocam-se em movimento. Assim, deixam transparecer a genuína felicidade experimentada por aqueles que, necessitando de atendimento médico-hospitalar para superar a Covid-19, se encontram distanciados de quem mais amam. Afinal, diante de uma das muitas dores infligidas a esses pacientes, o Hospital Notre Dame São Sebastião recorreu à tecnologia, permitindo que eles troquem sorrisos com os seus familiares.

Conforme reflete a assistente social Juliane Raquel Kempf, a necessidade de evitar a proliferação do novo coronavírus não poderia resultar em uma fragilidade emocional ainda maior dos adoentados. Portanto, se a visitação aos hospitalizados estava impossibilitada, era necessário assegurar a eles outras formas de contato. “Nós precisávamos pensar em um meio para superar a distância física”, relata aquela que é uma das idealizadoras das Visitas Virtuais.

A iniciativa faz uso de aplicativo para troca de mensagens instantâneas, apropriando-se das funcionalidades que oportunizam a realização de chamadas de áudio e vídeo. Além disso, quando o paciente se encontra entubado, pode escutar a voz dos seus familiares.